PRODUTOS PROMETEM EMAGRECER E REJUVENESCER

Redação | 12:45 Deixe seu comentário
Creme com efeito de ginástica - à base de cafeína a 7%, promete induzir a queima de gordura
Exibir um rosto livre de rugas e flacidez e um corpo em forma sem sacrifício – basta ficar deitada recebendo cuidados ou mastigar uma balinha ou chocolate – é um sonho que parece estar bem próximo de se realizar. Pelo menos é o que várias propagandas nos fazem acreditar. É o caso do bombom que emagrece, da bala de goma que previne a flacidez, da massagem que reduz medidas e modela coxas, barriga e bumbum e da acupuntura que combate e previne rugas. E isso funciona? Veja abaixo

Bombom emagrecedor

O bombom emagrecedor tem a combinação de três adoçantes (cacau orgânico, sucralose e polidextrose), com o extrato de manga africana, que tem o nome científico de Irvingia gabonensis. “Enquanto o cacau orgânico atua como agente antioxidante, o extrato de manga africana, combinado com fibras e proteínas, ajuda a reduzir medidas porque favorece a queima de gordura, atrasa o esvaziamento do estômago trazendo saciedade por até quatro horas e tem efeito laxativo”, explica a farmacêutica bioquímica Wanessa Cedroni. A especializada em nutrição clínica ortomolecular afirma que a saúde também ganha, já que o ativo Irvingia gabonensis controla os níveis de açúcar e gordura no sangue, daí ser indicado ainda para quem tem diabetes e colesterol. Para tanto, ela indica um bombom de 12 gramas 30 minutos antes do almoço e do jantar.

Já a nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann indica o chocolate depois das refeições, ela costuma prescrever uma unidade por dia, por volta das 16 horas. A venda é feita sob prescrição médica ou nutricional e o profissional é quem vai indicar a dosagem e o horário para o consumo. A caixa com 60 unidades, feitas à base de chocolate ao leite, meio amargo ou diet, é vendida em farmácias de manipulação por R$ 150, em média.

Massagem modeladora

A Massagem Turbinada Plus começa com uma esfoliação para facilitar a penetração do creme redutor de gordura localizada, à base de cafeína e centella asiática, que é aplicado em seguida. O corpo, então, é coberto por uma manta térmica por 15 minutos, que melhora a circulação e potencializa a ação do cosmético. Finalmente começa a massagem que alterna, durante 50 minutos, movimentos firmes e vigorosos de deslizamento e amassamento, ora feitos com as mãos, ora com um rolo com ventosas de plástico. “Essas manobras ajudam a ‘soltar’ as fibroses que causam celulite e a reestruturar o tecido conjuntivo, reduzindo cerca de 3 centímetros de medidas e melhorando o contorno corporal”, conta a fisioterapeuta dermato-funcional Marina Alves, do Rio de Janeiro. Com tanto estica e puxa, é comum sentir um pouco de desconforto, o que explica porque a técnica é contra-indicada para grávidas e quem tem tendência a vasinhos.

Luciana Rabello, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia, pondera que não existe nenhuma técnica para redução de celulite comprovada por pesquisas feitas com metodologia rigorosa. Segundo ela, todos os métodos são tentativas de melhorar o aspecto da pele e de agir nas várias etapas que causam a celulite e a gordura localizada. “Partindo deste raciocínio, as drenagens linfáticas (tanto por aparelhos quanto manuais) podem ser úteis ao ajudar a drenar os líquidos que se acumulam nas pernas, assim como todos os tratamentos que ajudam o sangue a circular melhor também podem apresentar resultados”, explica a dermatologista.

Mas a perda de peso e de medidas é obtida por um somatória de fatores, incluindo uma dieta balanceada e exercício físicos regulares, que têm uma influência de até 70% no resultado dos tratamentos, afinal, não existem milagres. Alves indica fazer dez sessões, com intervalo mínimo de dois a três dias entre elas, sendo que cada uma custa cerca de R$ 90 e o resultado começa a aparecer a partir da quarta.

Bala antiflacidez

O destaque da bala é o colágeno hidrolisado – são 2 gramas por unidade. “O ativo é fonte de aminoácidos, glicina, L-prolina e L-hidroxiprolina, que favorecem a produção das fibras que dão sustentação à pele do rosto e do corpo. Para ter um bom resultado, que é visto a partir de dois meses de uso, basta ingerir de duas a três gomas por dia”, afirma a farmacêutica Fabiola Lima, de Recife (PE). Segundo ela, o produto não engorda porque é preparado com adoçantes e ainda ajuda a controlar a vontade de comer doce se a receita for acrescida da planta Gymnema sylvestre.

A nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann, comenta que a Gynmema ajuda a controlar a vontade por doces, mas deixa um gosto amargo na bala. Segundo ela, existem outros ativos que não interferem como a faseolamina (extrato de feijão branco que diminui a absorção de doce) e o slendesta (proteína da batata que aumenta a a aciedade). Além disso, ela acha 2 gramas de colágeno pouco, “mesmo que se use três vezes ao dia, prefiro passar 15 gramas em shake 1 vez ao dia”, diz a médica.

Já Luciana Rabello, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia explica que a flacidez é a falta de tonicidade da pele gerada por fatores genéticos, ambientais e de maus hábitos, como falta de exercícios físicos e não há nenhuma pesquisa que comprove que cosméticos ou alimentos à base de colágeno reduzam a flacidez.

Ela comenta que uma alternativa para reduzir a flacidez e combater a gordura localizada é a radiofrequência, que é uma forma de energia que envia calor para a profundidade da pele. “O diferencial deste aparelho é emitir o calor que depois retorna de baixo para a superfície da pele. O fato de atingir planos profundos consegue agredir a célula gordurosa e estimular a fibra de colágeno” diz a dermatologista. Este tratamento é indicado para celulite, flacidez e gordura localizada. São necessárias em média 5 sessões com intervalo de 2 a 4 semanas entre as mesmas. É uma técnica nova, usada como coadjuvante para a flacidez e gordura localizada.

Chocolate saciante

O segredo do sucesso da guloseima está na combinação de glucomannam, magnésio e glutamina encontrados no cacau, na babosa e na alga spirulina. “Juntos, eles promovem saciedade e melhoria do trânsito intestinal e estimulam a produção dos neurotransmissores serotonina, noradrenalina e dopamina, responsáveis pela sensação de bem-estar, relaxamento, prazer, saciedade e tolerância à dor”, completa a nutricionista. Para ter os benefícios, o recomendado é ingerir uma barrinha de 30 gramas uma vez ao dia, preferencialmente no lanche das 17 horas, junto com 250 mililitros de água, para que a sensação de ‘craving’, ou apetite no fim do dia, seja controlada.

A receita da nutricionista Fernanda Machado Soares, do Rio de Janeiro, foi desenvolvida como trabalho de conclusão da pós-graduação em bioquímica ortomolecular, e fez tanto sucesso que ela resolveu comercializar. “Para controlar o peso ou seguir a linha na dieta, o doce deve ser ingerido junto com um copo grande de água para provocar a sensação de plenitude gástrica. E esse efeito é quase que imediato e dura por até quatro horas”, afirma.

Segundo a nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann 30 gramas de chocolate é bastante e só isso já aumenta saciedade, melhora neurotransmissores, dá bem estar, “nem precisaria do princípio ativo”, comenta. Para ela, o problema é que o Glucomanann, glutamina e magnésio precisam estar em uma dosagem alta para fazer efeito, o que não caberia em um bombonzinho, por isso colocaram 30 gramas. Ela recomendaria uma sopa ou um mousse de chocolate como base para os mesmos princípios ativos. Cada unidade do chocolate custa em torno de R$ 5 e a receita, que é livre de colesterol, lactose e gordura trans, precisa de prescrição nutricional para ser manipulada.

Acupuntura rejuvenescedora

Além de promover bem-estar, essa técnica milenar também está sendo usada em nome da beleza. Para isso, as agulhas finíssimas e curtas são colocadas em pontos específicos do rosto. Tudo com o objetivo de estimular a produção de colágeno e a circulação sanguínea e tonificar e aumentar a oferta de nutrientes e oxigênio à pele.

“Dessa forma é possível combater e prevenir flacidez, pés-de-galinha, rugas ao redor dos lábios, que geralmente acometem as fumantes, e entre o nariz e a boca, além de marcas de preocupação na testa e entre as sobrancelhas”, explica a terapeuta especializada em medicina tradicional chinesa Alice Keiko Fujiura, em São Paulo.

Luciana Rabello, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia pondera que “não há trabalhos científicos, de peso, que confirmem o resultado e a eficácia desse tratamento na área de estética”. A sessão leva em torno de 30 minutos, normalmente não dói nem sangra ou deixa hematomas.

Spray antidoce

“Para quem sente necessidade de açúcar várias vezes ao dia, uma borrifada do produto debaixo da língua ajuda a diminuir o desejo em poucos segundos”, promete o farmacêutico e cosmetologista Maurício Pupo, coordenador da pós-graduação em cosmetologia da Faculdade Unicastelo, em São Paulo. A explicação para tal efeito está no extrato de Gymnema sylvestre, uma planta utilizada há anos em remédios redutores de apetite.

A nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann comenta que o spray é vendido em vários sabores e existe também um gloss com o mesmo principio ativo. Deve ser usado sempre que der vontade de doce, o sabor e essência forte estimulam áreas cerebrais satisfazendo a vontade por doce. Maurício Pupo complementa que “Uma pesquisa de 2004, feita pelo departamento de fisiologia e biofísica do Georgetown University Medical Center, nos Estados Unidos, mostrou que esse ativo também ajuda a eliminar gordura no organismo, tornando-o mais saudável”.

Creme com efeito de ginástica

O creme à base de cafeína a 7%, promete que, se aplicado duas vezes ao dia, induz à queima de gordura da mesma forma que acontece durante a atividade física. Segundo o cosmetólogo Maurício Pupo, após 28 dias de uso consecutivo é possível suavizar o aspecto da celulite e reduzir as medidas entre 1 e 5 cm. O produto manipulado, o que exige prescrição médica, custa em torno de R$ 70 e a versão industrializada, por volta de R$ 150.

Luciana Rabello, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia e professora de Dermatologia da Universidade Federal da Paraíba, explica que não existem estudos rigorosos comprovando os efeitos de cremes para queimar gorduras ou diminuir a celulite.

Ela acrescenta que a celulite é uma alteração multifatorial originária da própria condição hormonal feminina e está presente em 80% a 90% das mulheres, em graus variados. Sobre os muitos tratamentos que prometem acabar com a celulite ela comenta: “o manancial de armas contra a celulite é a convicta definição que nenhum tratamento leva a cura definitiva e são necessários exercícios regulares e dieta balanceada para um resultado satisfatório.”


Veja Álbum de fotos

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!