EMERGÊNCIA: PERCA OS QUILOS EXTRAS EM UMA SEMANA

Redação | 15:05 Deixe seu comentário

Bastam sete dias e algumas práticas saudáveis para livrar-se de gordurinhas, toxinas e inchaços

A reeducação alimentar é o único modo de perder peso com saúde, pois não restringe demais o menu e é organicamente sustentável, evitando o efeito sanfona. Mas é possível traçar um plano de emergência pós-festa, desde que a diminuição de calorias e carboidratos venha junto com um cardápio balanceado e tenha prazo fixo.

Uma semana é o tempo recomendado pelos especialistas. “A restrição não deve ser estendida para não ocorrer perda de massa magra e riscos da pessoa ter oscilação de humor e de vitalidade”, diz a nutricionista Maristela Bassi Strufaldi, do Ambulatório de Endocrinologia do Exercício da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Além de cortar calorias e variar alimentos, é obrigatório beber pelo menos 2,5 litros de líquidos por dia, consumir mais proteínas de origem vegetal (já que têm baixo teor de gordura) e seguir uma rotina regular de atividades físicas, segundo orientação de Carlos Alberto Werutsky, nutrólogo de Porto Alegre e diretor da Associação Brasileira de Nutrologia. “Dessa forma, e perdendo até um quilo por semana, não há repercussão danosa para a saúde, nem o perigo de rebote, ou seja, da pessoa engordar de novo ainda mais rápido”, afirma o médico. Confira algumas dicas e um cardápio inteligente para chegar mais leve e fina ao Carnaval.

1. Tire o saleiro da mesa
“Reduzir o consumo de sal é indispensável para manter a saúde cardiovascular, prevenir a retenção de líquido e o inchaço”, diz Maristela. A nutricionista sugere usar, por exemplo, cebola, alho, manjericão e tomilho para dar mais sabor aos alimentos. “Acrescente ervas ao frasco de azeite de oliva e utilize a mistura como tempero da salada. Assim, é possível dar um gostinho especial ao prato sem acrescentar sal”, afirma. “Cinco colheres rasas de chá por dia é a quantidade recomendada tanto para quem tem pressão baixa, quanto para hipertensos”, diz Werutsky. Para evitar o problema, vale eliminar os produtos industrializados como enlatados, temperos prontos e embutidos, além de diminuir o sal na hora de cozinhar. O médico lembra, ainda, que a retenção de líquidos ocorre também pela ingestão de bebida alcoólica e pelo consumo excessivo de gorduras saturadas, como em uma ida à churrascaria.

2. Controle a ansiedade
Existem alimentos que aliviam a mania de beslicar. “Boas opções são as fontes do aminoácido triptofano, como coalhada, banana e grãos integrais; as de magnésio, como os vegetais verde-escuros; e as de ômega-3, como peixes, linhaça e chia”, diz a nutricionista Maristela. Já a aromaterapeuta SâmiaMaluf, de São Paulo, sugere que se inale por alguns segundos óleo essencial de erva-doce ou de patchouli direto do frasco. “O óleo age nos neurotransmissores e acalma, diminuindo a compulsão.”

3. Drible o desejo de doce
Duas regras básicas para contornar a vontade: alimente-se de três em três horas e busque alternativas saudáveis para saciar a ânsia por guloseimas. “Fracionar a dieta, comendo em intervalos regulares, é fundamental para controlar o apetite e perder peso. O hábito diminui a produção de grelina, um hormônio metabolizado no estômago e que está relacionado ao controle da fome junto ao sistema nervoso central”, afirma Maristela. Opções magrinhas como gelatina diet, frutas secas, damasco e chocolate com 70% de cacau (ou à base de soja) são interessantes para tapear o apetite por açúcar. É importante ter essas alternativas à mão, assim ninguém corre o risco de devorar besteirinhas.

4. Acerte na escolha
O lanche costuma engordar. Prefira, então, petiscos leves (iogurte, cenourinhas ou pequenas porções de damascos e ameixas secas). Uma alternativa é misturar frutas com proteína (uma maçã com um pedaço de queijo branco, por exemplo) em vez de saboreá-los separadamente. “Essa combinação aumenta a saciedade”, afirma a nutricionista Ana Pedreira de Freitas, de São Paulo. Os sucos são sempre boas opções. Os preparados com melão ou melancia são menos calóricas. Para versões mais nutritivas, siga as receitas práticas sugeridas por Maristela.

Suco clorofilado: bata no liquidificador 40 ml de clorofila + 200 ml de água de coco + ½ maçã verde. Coe e beba.

Suco de limão, lima da Pérsia e gengibre: bata no liquidificador ½ limão espremido + 1 lima da Pérsia + ½ folha de couve + gengibre à gosto. Coe e beba.

No restaurate: É importante dar continuidade à dieta mesmo quando sair para almoçar ou jantar fora, já que essas situações são corriqueiras e representam um perigo para qualquer regime. A regra básica é recusar sempre o couvert cheio de pães e manteiga. De entrada, saladas temperadas com limão, vinagre e um fio de azeite são mais saudáveis. Para o prato principal, prefira peixes ou frango, que têm menos gordura. Opte por acompanhamentos como folhas verdes e legumes grelhados ou preparados no vapor. Caso esteja em um buffet italiano, uma boa pedida são as massas sem recheios, finalizadas apenas com molho de tomate. “Sempre que possível, acrescente verduras e legumes para acompanhar farináceos”, afirma Maristela.

Monte seu prato

Pedimos para o nutrólogo Carlos Alberto Werutsky desenvolver uma sugestão de cardápio que emagreça sem prejudicar a saúde. A dieta tem cerca de 1.000 calorias e valoriza a diversidade de alimentos

CAFÉ DA MANHÃ
- Chá preto ou verde em infusão sem açúcar
- 2 torradas de pão de forma
- 1 colher (sopa) de requeijão light
- 1 xícara (chá) de pedaços de frutas de cores diferentes, como maçã, kiwi e morangos

LANCHE PARA MANHÃ E TARDE
- 1 xícara (chá) de gelatina diet com pedaços de frutas

ALMOÇO
- Salada com ½ prato de verduras verde-escuras e legumes de cores diferentes (por exemplo: beterraba e cenoura ou abóbora moranga e vagem)
- Tempero da salada: 1 colher (chá) de azeite de oliva extravirgem misturada com 3 colheres (sopa) de aceto balsâmico
- 1 colher (de servir) de arroz integral cozido e ½ concha de feijão cozido
- 100 g (porção equivalente a ½ palma da mão) de frango ou de peixe assado ou cozido
- Chá preto ou verde em infusão sem açúcar (à vontade). Evite gelados durante a refeição

JANTAR
- Salada equivalente à do almoço
- 1 clara de ovo de galinha cozida
- 2 fatias de queijo branco ou de ricota
- ½ xícara (chá) de ervilhas frescas cozidas ou de grão-de-bico
- 1 xícara (chá) de pedaços de frutas de cores diferentes, como mamão, pera e uva rubi
- Chá preto ou verde em infusão sem açúcar

CEIA
- 1 iogurte desnatado ou light com sabor
A partir da Revista Marie Claire. Leia no original
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!