'EU NÃO CONSIGO EMAGRECER': CONHEÇA A DIETA DUKAN

Redação | 20:31 Deixe seu comentário
O nutrólogo Pierre Dukan está no Brasil para divulgar seu novo
 livro, 'O método Dukan Ilustrado' 
(Mary Erhardy/Divulgação)
Criada pelo nutrólogo francês Pierre Dukan, a Dieta Dukan ganhou visibilidade por supostamente ajudar celebridades como Jennifer Lopez e Gisele Bündchen a perderem peso após a gravidez. Segundo a imprensa britânica, a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, teria perdido sete quilo graças à dieta antes do casamento real, o que fez com que ela ficasse conhecida também como Dieta da Princesa. No Brasil, há 23 semanas o livro Eu não consigo emagrecer (Editora Best Seller, 308 páginas), no qual Dukan descreve a dieta, está na lista dos mais vendidos de VEJA, e chegou ao primeiro lugar na categoria autoajuda.

Trata-se de uma dieta restritiva, dividida em quatro fases. Segundo o autor, as duas primeiras são voltadas para o emagrecimento e as duas seguintes para a estabilização do peso. De início, recomenda-se o consumo exclusivo de proteínas e, aos poucos, adicionam-se os demais alimentos, até a quarta e última fase, que deve ser seguida por toda a vida. Nesta etapa, a pessoa pode comer o que quiser, mas precisa seguir algumas regras, como se alimentar apenas de proteínas uma vez por semana e fazer 20 minutos diários de exercícios físicos.

Sem inovação – Com pequenas adaptações, o método Dukan é muito semelhante a outros que ficaram famosos no passado, como a dieta Atkins e a South Beach.  A primeira, desenvolvida pelo cardiologista americano Robert Atkins (1930-2003), foi considerada revolucionária nos anos 70, e tem como princípio a redução do consumo de carboidratos, que seriam substituídos por proteínas e gorduras. Já a South Beach, criada há dez anos por Arthur Agatston, também cardiologista americano, recomendava o corte de proteínas e gorduras na primeira de três fases.

Desde 2010, a Dieta Dukan figura na lista das "Cinco piores dietas das celebridades que não devem ser seguidas", elaborada pela Associação Britânica de Dietistas (British Dietetic Association), tendo ficado em primeiro lugar nos últimos dois anos.

Para os endocrinologistas Walmir Coutinho e Márcio Mancini, ambos da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem), a dieta Dukan não passa de uma nova moda, sem comprovações científicas. "Apesar de todas as criticas feitas à dieta de Atkins, uma coisa é certa: ele inovou, mostrou que é possível emagrecer através de uma dieta com gordura e proteína. Depois disso, diversos médicos escreveram livros e exploraram sua descoberta sem nenhum conhecimento novo. Essas dietas nada mais são do que adaptações com pequenas variações de Atkins", afirma Coutinho.

Segundo ele, qualquer dieta que imponha uma restrição alimentar é capaz de promover o emagrecimento em curto prazo, mas os maiores problemas são a manutenção do peso e as possíveis consequências para a saúde de tal restrição, como a perda de massa magra e o consumo excessivo de sal, no caso de Dukan. O próprio Dukan admite que, no começo, o programa pode ter efeitos colaterais, como mau hálito e constipação.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!